quarta-feira, 23 de maio de 2012

[FILMANDO O LIVRO] Ensaio sobre a Cegueira



Filme visto em: 21/05/2012
atores:
Julianne Moore
Mark Ruffalo
Alice Braga
Danny Glover
Gael Garcia Bernal

diretor: Fernandes Meirelles

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA

Olhe para o Futuro enquanto você pode

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA conta a história de uma inédita epidemia de cegueira, inexplicável,que se abate sobre uma cidade não identificada. Tal "cegueira branca"_ assim chamada, pois as pessoas infectadas passam a ver apenas uma superfície leitosa_ manifesta-se primeiramente em uym homem no trânsito e, lentamente, espalha-se pelo país. Aos poucos, todos acabam cegos e reduzidos a meros seres lutando por suas necessidades básicas, expondo seus instintos primários. À medida que os afetados pela epidemia são colocados em quarentena e os serviços do Estado começam a falhar, a trama segue a mulher de um médico, a única pessoa que não é afetada pela doença.


Com certeza, eu já havia ouvsido falar de O Ensaio sobre a Cegueira de José Saramago, o escritor português vencedor do Prêmio Nobel de Literatura em 1998 e que para mim, é uma honra ter um laureado que fale o mesmo idioma que o meu, mesmo sendo o português de Portugal.
O que ouvi do filme, além da direção de Fernando Meirelles, foi o burburinho sobre a cena de estupro coletivo. Deu o que falar.
Essa semana, me emprestaram e hoje (21/05) eu assisti. Gostei, gostei muito.
Pesado: sim.
Polêmico: sim.
Mexe com toda a sensibilidade de quem assiste.
Nem sei muito o que falar dele.
O Primeiro cego estava dirigindo no meio do trânsito quando passou a enxergar  apenas um clarão branco, um homem, querendo se aproveitar, leva-o até sua casa e depois rouba o carro.
A Esposa-do-primeiro-cego leva-o até um oftalmologista famoso que percebe que não há nada de errado com os olhos, e portanto não sabe explicar o que aconteceu.
À noite, no jantar com sua esposa, o médico cita que não entende o que aconteceu com o paciente.
Em outra cena_pelo que entendi_ o Primeiro-cego se encontra com uma prostituta e depois de seus serviços, a mesma acorda cega.
O Médico acorda cego.
Fica definido pelo Estado que essas pessoas cegas através da epidemia irão ser reclusas para uma quarentena.
Quando a vigilância vai buscar o Médico, a esposa-do-médico quer ir junto e para isso ela fib=nge que também está infectada.
O local para a quarentena é um Hospital Psiquiátrico inativo, a esposa-do-médico, já que enxerga, faz reconhecimento do local e das péssimas condições do mesmo. Segundo uma gravação em vídeo, há telefones que podem ser usados para emergências, mas logo ela descobre que não funcionam.
Eles ficam na ALA 1 e logo recebem mais companheiros: o Primeiro-cego, o Ladrão do carro, a mulher de óculos escuros, o homem com o tampão no olho e um menininho.
Com o tempo, outras pessoas vão chegando: a recepcionista do médico e a esposa-do-primeiro-cego.
As outras alas começam a lotar também. A comida é escassa, não há remédios, o saneamento básico é péssimo e nesse ambiente temos a esposa do médico, a única que pode enxergar, apesar de manter segredo de todos. O relacionamento entre ela e o médico fica difícil, pois banhando-o, alimentando-o, limpando-o ica impossível se enxergarem como homem e mulher.
As outras alas passam a ter outros líderes e o da ALA 3 é o pior (interpretado por Gael Garcia Bernal), se autoproclama Rei, e por ter uma arma, ele passa a fracionar comida. Troca-as por algo de valor: ou jóias, rádios, celular, etc.
E quando não há mais o que ser trocado, eles querem as mulheres para sexo.
A epidemia atinge toda a população mundial e quando o grupo sai para a rua, a única que enxerga vê situaçoes absurdas; a cidade está em caos, deserta, idêntica à várias cenas que vemos em filmes de zumbis. Mortos-vivos vagando a esmo, roubando e saqueando mercados, arrancando coisas uns dos outros. A diferença é que eles não sào mortos-vivos, são seres humanos, bem vivos, porém cegos e neste caso, despidos de toda a dignidade, interessados apenas na sobrevivência.
o mundo fora do hospital psiquiátrico é difícil, mesmo assim é uma conquista pois mesmo sem enxergar, já sào livres.
Não sei o que dizer o que o filme aflorou de sentimentos em mim. A esposa do médico teve o fardo mais difícil, pois além de sentir, ela enxergava tudo, inclusive a mudança no temperamento de cada um, inclusive nela mesma. 
Num mundo sem lei, até matar torna-se viável.

Uma frase do próprio José Saramago à respeito da obra (filme) traduz muito do que vemos na tela:

" Este é um livro francamente terrível com o qual eu quero que o leitor sofra tanto como eu sofri ao escrevê-lo. Nele se descreve uma longa tortura. É um livro brutal e violento e é simultaneamente uma das edperiências mais dolorosas da minha vida. São 300 páginas de constante aflição. Através da escrita, tentei dizer que não somos bons e que é preciso que tenhamos coragem para reconhecer isso."

6 comentários:

  1. Oi Thais!
    Eu já vi o filme e também gostei. Tem cenas bem fortes mesmo, mas a história é ótima.
    Gostei da sua resenha, você conseguiu escrever tudo que senti vendo o filme...

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, que bom que gostou da resenha.
      Eu também adorei o filme e agora estou louca para desfrutar do livro.
      Beijos

      Excluir
  2. Thais! Amei esse post ^^
    Sou fã desse filme, já assisti umas 3 vezes e não canso.
    É forte sim, tem cenas que eu sinto muita raiva, outras dá vontade de chorar. Mas mostra como o ser humano realmente é, e como ele se revela nas dificuldades.
    Fiquei muito indignada com os personagens em algumas partes, coisas horrorosas >.<
    Quero muito ler o livro agora, deve ser ótimo!
    Bjus =*

    ResponderExcluir
  3. Oieeee,

    tudo bem?
    estou passando a acompanhar seu blog...muito criativo...Parabéns!
    Você escreve muito bem também!

    Beijos

    Lanny
    http://www.leituraeoutrostantos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Te indiquei um meme (http://contandolivros.blogspot.com.br/2012/08/meme-voce-e-o-que-voce-le.html) , espero que goste e responda!! Obrigado, gostei da postagem.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li o livro, mas assisti ao filme (com minha mãe aliás), e fiquei muito incomodada com as cenas de sexo ... foi o que acabou matando o filme pra mim pq acabou que nem consigo me concentrar na história depois .. de tão sem graça que fiquei ... hauhauha

    ResponderExcluir