quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Citação

Palavras têm o poder de machucar ou de curar, Riley. Podem ser usadas para pintar várias paisagens emocionais. E muitas vezes são influenciadas, se não distorcidas, por aquele que fala.

Luminoso, pág 77. Série Riley Bloom de Alyson Noël

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

[Resenhando] Escuridão de Elena P. Melodia

Hoje já é 16 de dezembro e sinceramente imaginei que ia terminar o ano sem me apaixonar por um outo livro. no início do ano me apaixonei por Marina, de Carlos  Ruiz  Zafón e nada mais. Agora, termino de ler ESCURIDÃO de Elena P. Melodia e fico feliz e satisfeita por ter obtido essa obra.
 

E se você começasse a ter premonições macabras?
E se elas começassem a se concretizar?
Abra o caderno de Alma. E descubra o que é o medo.

       Alma tem 17 anos, e nada em sua vida a difere das meninas de sua idade: escola, programas com o grupo de amigas, tédio e impaciência na relação com a família. Até o dia em que vê um caderno roxo numa vitrine, e por puro impulso, o compra.
     A partir daí, acontecimentos horripilantes começam a suceder. Todos descritos em detalhes nas páginas do caderno-- ANTES de acontecerem. Com a letra dela. Que não se lembra de ter escrito nada.
    Quem é Alma, na verdade? Quem é Morgan, seu misterioso amigo de escola, que parece ter respostas para o que está acontecendo?
      E como impedir que as forças do mal se aproximem dela e de quem ela ama?

Conheça as respostas
ao longo dos três capítulos desta saga:
Escuridão- Sombra - Luz

 


Editora: Objetiva/ Suma de Letras
Título original:  Buio
 Autora: Elena P. Melodia
Ano: 2010
ISBN: 978-85-60280-60-5
 Número de páginas: 328
 Avaliação: ♥ 





     Essa sinopse já seria o suficiente para me deixar intrigada, porém não imaginava como a escritora iria desenvolvê-la, o que de fato, fez muito bem.
     Alma, é a menina popular da escola, tem 17 anos, cabelos negros, olhos verdes, linda!
    O livro é narrado em primeira pessoa e isso não me animou, no entanto, Alma não é como as outras protagonistas adolescentes: ela é esperta, decidida, cheia de si, nada de complexa e de complexos.
    Não gosta de turminhas (grupinhos de escola), mas Alma e suas amigas "batizam" as outras garotas da escola, assim elas se tornam "legais" para o restante.
      Suas amigas são: Seline, Naomi e Agatha.
Naomi e decidida e alegre, Seline é linda e meiga e Agatha é solitária e estranha. Agatha chegou na cidade a pouco mais de um ano; os pais desapareceram num acidente e ela foi morar com a tia doente paara não ir a um orfanato.
     A cidade é bem descrita pela autora. Lembra bem um cenário de um filme gótico, principalmente a parte Velha da cidade, onde Agatha mora com a tia, mas não deixa ninguém visitá-la, onde há um rio escuro sob uma ponte em pedaços.
     A histótia de Alma nos é revelada enquanto o livro transcorre, numa leitura rápida e empolgante.
     Alma é a irmã mais velha, mora com a mãe Jenna, o irmão Evan e a irmãzinha Lina.
    Os pais de Alma e Evan se separaram e Jenna casou-se de novo; o pai de Lina cometeu suicídio. Lina, que viu o pai moto, não fala desde então. Mesmo assim é uma menina meiga e inteligente.
     Evan, é o típico adolescente revoltado que só veste preto e se interessa apenas por sua namorada e sua banda.
   Jenna namora Gad, um gordo dono de uma lanchonete de frituras. A filha dele, Tea, é bem problemática e ela é Alma não se suportam.
    Alguns anos atrás, Alma sofreu um acidente de carro com suas 2 amigas de infância, as duas morreram e ela ficou intacta, saindo do acidente sem nenhum trauma.
     Após o acidente, iniciou-se as dores de cabeça e os pesadelos, quando alma lê o que escreveu no seu caderno roxo - a descrição de um assassinato que vem a acontecer dias depois - ela passa a se perguntar o que tem essa cidade da qual o mal não para de crescer.
     No meio de intrigas, roubos, seitas satânicas e dragões marinhos, Morgan (o cara lindo, loiro de olhos violetas) é o único que parece entendê-la e reconfortá-la, mas ele também esconde alguma coisa e apesar de salvá-la de perseguidores implacáveis não revela a Alma toda a verdade.
ESCURIDÃO não tem um fim, pelo contrário, nos deixa mais intrigados para devorarmos sua continuação: SOMBRA!
     Gente, vale a pena muitíssimo conhecer essa trilogia!





 

Para minha Estante # 3

Minhas últimas aquisições: